ROCK OITENTISTA

Loading...

domingo, 22 de maio de 2011

"PATRICK SWAYZE"


Patrick nasceu em 18 de Agosto de 1952, Houston, Texas. Dessa terra encravada no meio da areia e do petróleo até a fama em Hollywood foram muitos quilômetros de suor e determinação.
Filho de um engenheiro e de uma dançarina e coreógrafa, foi criado com mais quatro irmãos, Patrick fez de tudo para assegurar ao seu pai que seria pelo menos um dos melhores. Para isso, se dedicou com afinco ao balé clássico, violino, ginástica, natação, futebol americano. Vem daí a versatilidade de Patrick, que além de atuar, compõe músicas, canta e coreografa a maioria de lutas e danças de seus filmes. Apesar do balé ser sua grande paixão, Swayze ingressou no Houston’s Alley Theatre, que o despertou para o ofício de representar. Em 1972, depois de um breve período com o Bufallo Ballet de Nova York, Patrick resolveu se mudar para a metrópole, depois de ter conseguido uma bolsa para estudar em uma das mais importantes companhias nova-iorquinas. Quatro anos depois, Patrick era o principal bailarino da Eliot Feld Ballet e estava a ponto de realizar uma grande façanha: o coreógrafo Feld, dono da companhia, acabara de preparar uma peça para seu primeiro bailarino contracenar com a estrela do balé russo, Mikhail Baryshnikov. Foi quando o azar bateu à porta de Swayze: uma velha contusão dos tempos do futebol americano no ginásio se manifestou novamente e de forma catastrófica: o bailarino correu o risco de ter que amputar a perna. O medo de ficar aleijado o obrigou a tomar a séria decisão de abandonar o balé clássico.

Experimentou seu primeiro sucesso como protagonista no musical “Dirty Dancing - Ritmo Quente” (1987), ao lado de Jennifer Grey (cujo pai, Joel, protagonizava “Goodbye Charlie”).



O ator faleceu no dia 14 de Setembro de 2009, aos 57 anos, após uma batalha de quase dois anos contra um cancro no pâncreas. Antes de saber da doença, o ator disse que num primeiro momento pensou estar a sofrer de indigestão crónica. Quando os sintomas pioraram, ele procurou seu médico. Foi feita uma biópsia, e o diagnóstico foi câncer.
“A quimioterapia é um inferno na terra, não importa como você a represente”, disse o ator na época, em entrevista ao jornal “The New York Times”. “Como você faz para promover uma atitude positiva quando todas as estatísticas dizem que já é um homem morto? Você vai trabalhar”.
Sua assessora de imprensa, Annet Wolf, confirmou a morte do actor de “Dirty dancing” “Ghost” e “Crepusculo de Aço” e disse que ele estava ao lado da família.

“Patrick Swayze descansou em paz hoje, com sua família a seu lado, após encarar os desafios da doença durante os últimos 20 meses”, disse Wolf, em comunicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário