ROCK OITENTISTA

Loading...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

"WAX"


Wax foi uma banda pop americano-britânica da década de 1980.
Era composta pelo estadounidense Andrew Gold e pelo britânico Graham Gouldman.
Os seus maiores sucessos comerciais foram as músicas
"Right Between the Eyes" and "Shadows of Love".
A banda Wax ficou conhecida sobretudo pelos singles "Bridge To Your Heart" e o megasucesso "Right Between The Eyes".
A banda produziu três álbuns: Magnetic Heaven, American English e 100,000 In Fresh Notes entre 1986 e 1989. Andrew Gold e Graham Gouldman continuaram a realizar projectos, vários anos depois, mas o sucesso acabou.
O cantor Andrew Gold faleceu, enquanto dormia, em 3 de junho de 2011.






Discografia

Singles

"Ball And Chain" (1985)
"Shadows Of Love"(1986)
"Right Between The Eyes" (1986) UK #60
"In Some Other World" (1986)
"Bridge To Your Heart" (1987) UK #12
"American English" (1987)
"Anchors Aweigh" (1987)

Álbuns

Magnetic Heaven (1986)
American English (1987) UK #59
100,000 In Fresh Notes (1988)

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

"TIM MOORE"


Tim Moore é um cantor e compositor norte-americano que gravou cinco álbuns de relativo sucesso. Músico autodidata, Moore cresceu na Filadélfia, onde foi para a escola de arte e começou a tocar suas músicas em casas de café locais. Sua carreira começou como cantor de rock e guitarrista com a banda DC & the Senators, uma banda cover que abria shows de rock na Philadelphia Arena. Durante esse período inicial, ele também tocou bateria com a banda de blues Woody Truck Stop, a primeira banda de Filadélfia a se apresentar semelhante a Todd Rundgren. Produzindo mais e mais músicas durante esse tempo, ele e um amigo, Jeff Scott, formaram o The Muffins, o primeiro grupo a tocar e gravar canções originais de Moore, muitas das quais ele escreveu para Scott. O The Muffins teve um pequeno sucesso nos EUA e fez aberturas de shows para Lou Reed e os Velvet Underground por uma semana no clube Philadelphia's Trauma Psychedelic.
Após a dissolução do The Muffins, Frank Zappa ouviu canções de Moore e descobriu que elas eram harmonicamente mais avançadas para a época e o levou a Nova York com a intenção de contratá-lo para a Bizarre Records. Tim Moore se recusou a assinar durante a programação de turnê e Zappa teve de produzir o próprio álbum.
Moore voltou à Filadélfia e trabalhou como argumentista e guitarrista em sessões com Thom Bell, Gamble e Huff e outros produtores de Philly Soul. Durante este tempo, Moore viveu ao lado de Daryl Hall no centro da Filadélfia, onde ambos conseguiam se manter como escritores. Hall e Moore escreveram o material para uma banda que fundaram, a Gulliver, banda esta que lançou um LP pela gravadora Elektra Records.
Após a dissolução da Gulliver, Moore se mudou em seguida para Woodstock, Nova York, cidade natal de Bob Dylan, The Band e Van Morrison, buscando uma abordagem mais pessoal à sua música. Moore fechou um acordo com os registros ABC-Dunhill e produziu o primeiro single, "A Fool Like You" (1972). Em 1973, ele se juntou com o produtor Nick Jameson para gravar seu primeiro álbum solo, "Tim Moore", que foi lançado pelo selo Gulf + Western, subsidiária da Famous Music. Jameson forneceu-lhe o estúdio dos Beatles como se ele tivesse procurado por muito tempo. Pela primeira vez, Moore montou sua própria música como multi-instrumentista, camadas de teclado, guitarra e partes de baixo mais faixas de bateria por Bernard Purdie e Russ Kunkel. Três singles, "A Fool Like You", "Second Avenue" e "When You Close Your Eyes", fizeram muito sucesso nos EUA e no Reino Unido. Mas como "Second Avenue" foi liderando as paradas dos EUA, a distribuidora do álbum (Paramount) cessou as operações de registro. Seu único single já estava subindo nas paradas e a liberação repentina de contrato estimulou uma guerra de lances de Tim Moore entre Clive Davis e David Geffen. Até o momento em que o acordo foi para Geffen, Art Garfunkel tinha liberado uma versão concorrente do single "Second Avenue", que alcançou a posição 34 na Billboard Hot 100. Essa "batalha cover" efetivamente derrotou as chances de ambos os registros para uma batida top 10. A versão de Moore de "Second Avenue" ficou na posição 58 na Billboard.
No ano seguinte, Moore lançou "Behind The Eyes", com a sua canção mais conhecida os EUA, "Rock'n'Roll Love Letter", uma batida para o Bay City Rollers, um ano depois. O trabalho de Moore na guitarra em "Rock'n'Roll Love Letter" chamou a atenção do guitarrista dos Rolling Stones Keith Richards. Os dois se tornaram amigos e Moore passou duas semanas tocando guitarra com os Stones e Peter Tosh, durante seus ensaios em Bearsville Studios.
Apesar de Moore ter assinado com base Asylum Records, ele não gravou em Los Angeles até o seu terceiro álbum, "White Shadows". Nesta coletânea, Moore teve a companhia de Michael McDonald, David Foster, Timothy B. Schmit, o baterista Jeff Porcaro, Little Feat e Bill Payne. Além deles, a banda que Tim Moore montou para a turnê americana em apoio a "White Shadows" tinha o baixista Brian Wilson, o baterista Steve Shive da Filadélfia, David Livingston na guitarra e John Melnick nos teclados.
Os álbuns de Tim Moore foram altamente elogiados pela crítica. Em outras épocas, Moore continuou a sua sina de fazer novas versões para músicas, mas com nenhuma dessas canções Moore conseguiu maior atenção do público em sua terra natal. Em vez disso, ele encontrou o sucesso fora os EUA, promovendo simultaneamente o seu quinto álbum, "Flash Forward", produzido pela Blondie, do engenheiro Rob Freeman. No final dos anos oitenta, Moore passou 75 dias em turnê no Brasil depois que sua balada romântica "Yes", do álbum "Flash Forward", foi a música número um do país e manteve a posição durante muitos meses. "Yes" era tema romântico na novela
"Selva de Pedra", da TV Globo, em 1986.
Essa música teve uma execução de sucesso similar em Portugal em 1988.
Artistas que gravaram músicas de Moore incluem Art Garfunkel ("Second Avenue"),
Cher ("Love Enough"], Bay City Rollers ("Rock'n'Roll Love Letter"), Etta James ("Charmer"), The Records ( outra versão de "Rock'n'Roll Love Letter"), Maxine Nightingale ("I Think I Want to Possess You"), Ian Matthews ("A Fool Like You"), Colin Blunstone ("I Can Almost See The Light" , "When you Close Your Eyes", "Second Avenue"), Cliff Richard ("Love Enough"), Clifford T. Ward ("I Got Lost Tonight") e Jimmy Witherspoon ("O Homem da Aviação").




Discografia

Tim Moore (1974)
Behind The Eyes (1975)
White Shadows (1977)
High Contrast (1979)
Flash Forward (1985)
Tim Moore | Behind The Eyes (2004) compilação

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

"FASTWAY"


Fastway foi uma banda de heavy metal formada em 1983 pelo ex-guitarrista do Motörhead 'Fast' Eddie Clarke com o baixista Pete Way (UFO, Waysted) que deixa a banda antes mesmo das gravações do primeiro álbum.
No Brasil ficou conhecida nos anos 80,pela musica "Say What You Will" Tema de abertura de ARMAÇÃO ILIMITADA exibida pela globo!

Discografia

Fastway (1983)
All Fired Up (1984)
Waiting for the Roar (1985)
Trick or Treat (soundtrack, 1986)
On Target (1988)
Bad Bad Girls (1990)
Say What You Will - Live (1991)
On Target Reworked (1997)
The Collection (2001)
Fastway/All Fired Up remastered (2003)
Waiting For The Roar remastered (2005)

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

"FRANKIE GOES TO HOLLYWOOD"


Frankie Goes to Hollywood (FGTH) foi uma banda inglesa de dance-pop extremamente popular na Inglaterra durante em meados da década de 1980. Originária de Liverpool,
a banda era liderada por Holly Johnson (vocal) junto com Paul Rutherford (vocal, teclados), Peter Gill (bateria, percussão), Mark O'Toole (baixo) e
Brian Nash (guitarra).
O single de estreia da banda "Relax" ficou famoso por ter sido banido pela BBC em 1984 enquanto estava na sexta posição das paradas britânicas.
Posteriormente, ficou cinco semanas consecutivas no topo das paradas da UK Singles Chart transformando-se em um enorme sucesso e sendo o sétimo single mais vendido na Inglaterra em todos os tempos. Depois, os singles posteriores "Two Tribes" e
"The Power of Love" acompanharam o sucesso do primeiro, tornando a segunda banda do Reino Unido a conseguir alcançar o topo das paradas de sucesso logo nos três primeiros singles; a primeira foi Gerry & The Pacemakers em 1964.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

"LINEAR"


Linear foi um trio de freestyle formado em 1989 na cidade de Miami, Flórida, e os integrantes do trio eram o vocalista Charlie "Steele" Pennachio, percussionista Joey "Bang" Restivo e o guitarrista Wyatt Pauley.
Eles são melhores lembrados pela sua canção "Sending All My Love", que foi lançada em 1989 e alcançou sucesso, chegando a posição de número #5 na Billboard Hot 100 e também sendo certificado Ouro, pelas mais de quinhentas mil cópias vendidas do single nos Estados Unidos. Essa canção também foi bastante popular no Brasil.

sábado, 27 de agosto de 2011

"BLIND GUARDIAN"


Blind Guardian é uma banda de power metal formada em meados da década de 1980 em Krefeld, na Alemanha. Antes de adotarem o nome Blind Guardian, os músicos da formação original lançaram duas demos com o nome Lucifer's Heritage, em 1985 e 1986.
Os membros da banda são: Hansi Kürsch como vocalista, André Olbrich e Marcus Siepen são os guitarristas e na bateria Frederik Ehmke. A banda geralmente busca inspiração para suas músicas na cultura medieval, nas mitologias nórdica e grega e nas obras de J. R. R. Tolkien.
Com o nome de Lucifer's Heritage, formada em 1984 pelos mesmos integrantes da banda que viria a se chamar Blind Guardian, foram lançadas duas demos: o primeiro, intitulado Symphony of Doom, veio no ano de 1985; o segundo foi Battalions of Fear, de 1986. O primeiro contrato de gravação foi assinado com a No Remorse Records, um selo pequeno e independente. A banda teve apenas duas semanas para lançar a versão oficial de Battalions of Fear. Foram feitos oito shows para esta primeira turnê, todos ao lado da banda Grinder, que havia lançado o seu debut no mesmo ano. Os shows tinham em média 200 pessoas, e a partir daí o público só viria a aumentar.
Dessa vez teriam uma semana a mais para a gravação e ainda contaram com a participação de Kai Hansen, que havia se interessado pelo trabalho da banda.
O resultado foi Follow the Blind, mais pesado que seu antecessor, sob forte influência da banda de thrash metal Testament. O álbum inclui também um cover de "Barbara Ann", da banda norte-americana Beach Boys, e outro de "Don't Break The Circle" da banda inglesa Demon. Não foi feita turnê para este álbum pois André e Marcus estavam de Serviço Militar, contudo conseguiram fazer algumas apresentações em fins-de-semana. A média nesses shows era maior em relação ao álbum anterior.
Com o início da década de 1990, a banda entra novamente em estúdio com o produtor Kalle Trap (o mesmo dos álbuns anteriores). Kai Hansen participa mais uma vez do álbum, fazendo duetos com Hansi. A capa foi feita por Andreas Marschall, e todas as seguintes seriam feitas por ele. Então Tales from the Twilight World é lançado. Dessa vez foram feitas três semanas de turnê, na qual a banda tocou pela primeira vez fora de seu país, indo para Áustria e Hungria. O grupo foi acompanhado, dessa vez, pelo Iced Earth. Juntamente com Jon Schaffer — líder e fundador do Iced Earth — Kürsch viria a formar o Demons & Wizards.
O selo No Remorse Records estava falindo e a distribuição dos CDs já era feita pela Virgin Records. O grupo decidiu, então, mudar de gravadora, assinando com a Virgin. Deu-se início às gravações do novo álbum, Somewhere Far Beyond. A participação de Kai Hansen novamente se fez presente neste CD. O resultado é um álbum divisor de águas para a banda. Está presente nesse álbum um dos maiores sucessos da banda: "The Bard's Song (In The Forest)". Foram pela primeira vez para fora do continente europeu, realizando dois shows em Tóquio. Foi decidido que ocorreria a gravação do primeiro álbum ao vivo, intitulado Tokyo Tales. Esse foi o último álbum com o produtor Kalle Trapp, que seria trocado por Flemming Rasmussen, pois já não oferecia um trabalho interessante à banda.
Dois anos depois são lançados dois singles, "Bright Eyes" e "A Past and Future Secret", anunciando o próximo álbum da banda: Imaginations from the Other Side. A turnê envolveu todos os países europeus e muitos foram repetidos.
Durante os anos seguintes foram feitos vários singles com covers e versões alternativas para as músicas dos álbuns anteriores. O ápice deu-se com o lançamento do The Forgotten Tales, que traz as covers antes feitas e versões variadas de outras músicas da banda.
Para o próximo álbum, Hansi decidiu deixar o baixo e dedicar-se apenas aos vocais. Para substituí-lo foi recrutado Oliver Holzwarth (das bandas Sieges Even e Val Paraíso). A posição de baixista ainda continua em aberto, pois Hansi planeja voltar a ela um dia, assim Oliver é considerado um músico convidado apenas.
Em 1998 foi lançado o single "Mirror Mirror". Poucos meses depois o álbum Nightfall in Middle-Earth foi lançado, sendo inteiramente baseado no livro O Silmarillion do escritor inglês J. R. R. Tolkien. E nesta turnê a banda foi para a América, passando pelo Brasil. Participar de grandes festivais, como Wacken Open Air, Metal Gods, Metalfest, Bang You Head, tornou-se comum para a banda.
Três anos depois surge o single que anteciparia o direcionamento musical tomado pela banda: "And Then There Was Silence". Um ano depois, em 2002, o álbum foi lançado, com o nome de A Night at the Opera. Dessa vez o tema da maioria das músicas seria a Guerra no Oriente Médio e a Guerra de Tróia. Nesta turnê foram conseguidos resultados satisfatórios nos Estados Unidos e no Reino Unido, lugares onde bandas de metal alemão geralmente não fazem sucesso.
Um single foi lançado para a música "The Bard's Song (In the Forest)", que ganhou uma nova versão; o single ainda contem três registros ao vivo da mesma e um clip de estúdio.
No mesmo ano da turnê é lançado um novo álbum ao vivo, intitulado Live, dessa vez duplo, e com gravações do mundo todo. Neste mesmo ano ocorreu um festival idealizado pela banda (Blind Guardian Open Air), e tal evento foi escolhido como palco para a gravação de um DVD duplo (o primeiro da banda), que foi intitulado Imaginations Through the Looking Glass, lançado na metade de 2004.
O ano de 2005 começou com novidades, pois Hansi anunciou no website oficial da banda que naquele ano seria lançado um novo álbum de estúdio (A Twist in the Myth) e também um álbum de músicas orquestradas, um projeto com André. No mês de julho foi anunciada a saída do baterista Thomen Stauch devido a desavenças com relação ao novo som que a banda estava criando e para levar o seu próprio projeto. O substituto de Thomen foi Frederik Ehmke.
Com o lançamento do álbum A Twist in the Myth, pode-se ver a banda com um estilo diferente, deixando um pouco de lado algumas influências do início de sua carreira.
Recentemente, no dia 30 de Julho de 2010, a banda lança oficialmente seu novo álbum, At the Edge of Time. Com o seu primeiro single (A Voice in The Dark), e fazendo parte do game "Sacred II: Fallen Angel" com a música Sacred Worlds .



Integrantes do Blind Guardian ao longo do tempo

Hansi Kürsch - vocalista (desde 1984), baixista (1985-1995)
André Olbrich - guitarrista (desde 1984)
Marcus Siepen - guitarrista (desde 1987)
Frederik Ehmke - baterista (desde 2005)

Formação atual - Membros Não-Oficiais

Oliver Holzwarth - baixista (estúdio e ao vivo) (desde 1997)
Michael Schüren - tecladista (ao vivo) e piano (estúdio) (desde 1998)

Ex-integrantes

Como Lucifer's Heritage

Markus Dörk - guitarrista (1984 - 1986)
Hans-Peter Frey - baterista (1985 - 1987)
Christoph Theissen - guitarrista (1986 - 1987)

Como Blind Guardian

Thomas "Thomen" Stauch - baterista (1985 - 1986, 1987 - 2005)

Artistas convidados

Kai Hansen - vocalista e guitarrista (1989 - 1992)
Mathias Wiesner - tecladista (estúdio) (desde 1989)
Thomas Hackmann - vocal de apoio (desde 1989)
Rolf Köhler - vocal de apoio (desde 1989)
Olaf Senkbeil - vocal de apoio (desde 1998)
Billy King - vocal de apoio (desde 1990)

Discografia

Como Lucifer's Heritage

Symphony of Doom (demo, 1985)
Battalions of Fear (demo, 1986)

Como Blind Guardian

Battalions of Fear (1988)
Follow the Blind (1989)
Tales from the Twilight World (1990)
Somewhere Far Beyond (1992)
Imaginations from the Other Side (1995)
Nightfall in Middle-Earth (1998)
A Night at the Opera (2002)
A Twist in the Myth (2006)
At the Edge of Time (2010)

Singles

"A Past and Future Secret" (1995)
"Bright Eyes" (1995)
"Mr. Sandman" (1996)
"Mirror Mirror" (1998)
"And Then There Was Silence" (2001)
"The Bard's Song (In the Forest)" (2003)
"Fly" (2006)
"Another Stranger Me" (2007)
"A Voice In The Dark" (2010)
[editar]Coletâneas
The Forgotten Tales (1996)
[editar]Álbuns ao vivo
Woodland Rock ( Live at Frankfurt ) (1992)
Tokyo Tales (1993)
Live (The Bard's Tavern) (2003)


Videoclipes

Another Stranger Me
Bright Eyes
The Bard's Song (In The Forest)
Mirror Mirror
Mr. Sandman
A Voice in the Dark

DVDs

Imaginations Through the Looking Glass (DVD, 2004)

domingo, 21 de agosto de 2011

"DOUBLE"


Double foi um duo suíço que é lembrado até hoje pela música
"The Captain Of Her Heart",que fez parte da trilha sonora
internacional da novela CAMBALACHO de 1986.
Foi formado em 1983 em Zurique, Suíça por Felix Haug (teclados e bateria) e Kurt Maloo (vocal e guitarra) em paralelo ao Trio Ping Pong do qual os dois eram membros.
O Trio Ping Pong, foi formado em 1981 e teve alguns sucessos como o single
"Rhythm Walk". Ping Pong gravou algumas músicas que nunca chegaram a ser lançadas,
com Phil Manzanera da Roxy Music.
Tiveram alguns singles de sucesso como "Nanningo", "Rangoon Moon", e "Woman of the World", mas o maior sucesso mesmo foi em 1986 com a música "The Captain Of Her Heart", uma balada que foi sucesso imediato pela Europa logo após seu lançamento. Atingiu a posição #8 no The UK Singles Chart e #16 no The U.S. Billboard Hot 100.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

"SAMANTHA FOX"


Samantha Karen "Sam" Fox (Londres, 15 de Abril de 1966) é uma modelo e cantora britânica de grande sucesso na década de 80. A sua carreira musical começou em 1986 e logo atingiu grande sucesso mundial com êxitos como Touch Me (I Want Your Body) e Nothing's Gonna Stop Me Now.Embora se tenha mantido activa musicalmente, lançando diversos álbuns, nunca mais atingiu o êxito inicial. Em 1999 surgiram rumores de que seria bissexual, apesar de não comentar, em 2003 Samantha disse em entrevista ao jornal britânico The Mail on Sunday que não o podia continuar a negar.

DISCOGRAFIA




1986: Touch Me
1987: Samantha Fox
1988: I Wanna Have Some Fun
1991: Just One Night
1992: Greatest Hits
1995: The Hits Album
1998: 21st Century Fox
2002: Watching You, Watching Me
2004: Groves - 12 Inches of 80's
2005: Angel with an Attitude
2005: Hot Tracks - The Best Of Samantha Fox
2009: Midnight Lover

"KIM WILDE"


Kim Wilde (Londres, 18 de novembro de 1960) é uma cantora pop britânica,
Nascida Kim Smith em Chiswick, distrito de Londres, Inglaterra, alcançou a fama nos inícios dos anos 1980 com o seu grande sucesso "Kids in America", canção com várias versões por diversas bandas e que por vezes é ainda é tocada nas rádios, como ícone da música daquela década.
A sua carreira musical começou com um pop mais ligado ao punk e ao new wave.
A maioria das suas canções foram composições próprias, em colaboração com o seu irmão. Nos primeiros anos da década de 1980 destaca-se a sua canção View from a bridge (Vista desde um ponte), que mistura romance e intriga como uma comédia de detectives.
Nos finais da década de 1980, Kim Wilde, lança-se num pop mais clássico e dançável, que devolveu-lhe a fama depois de uns discos sem sucesso e fez alcançar sucesso em toda a Europa com canções como You came, Never trust a stranger ou You keep me hangin' on, que foi o seu primeiro e até ao momento (2008) o único número um nos Estados Unidos da América.
A sua fama diluiu-se na década de 1990, ainda que publicasse singles de sucesso como Love is holy e especialmente If I can't have you, e o álbum Kim wilde: the singles collection. Em 1995, depois do fracasso de vendas do seu álbum Now and forever, retirou-se da música para e dedicar à televisão. Apesar disso, peridicamente ainda se lança na música, com compilações e algum single. Kim Wilde fez um grande sucesso com seu dueto com a cantora alemã Nena, Anytime, anywhere, anyplace. Em 2006, lançou um novo álbum: "Never Say Never". Kim também escreveu vários livros sobre jardinagem, atividade a que ela também se dedica profissionalmente.

Discografia




Kim Wilde (1981)
Select (1982)
Catch As Catch Can (1983)
Teases & Dares (1984)
Another Step (1986)
Close (1988)
Love Moves (1990)
Love Is (1992)
The Singles Collection 1981-1993 (1993)
Now & Forever (1995)
The Very Best of Kim Wilde (2001)
Never Say Never (2006)

"FIRE INC."




Fire Inc foi uma banda de rock que criou e disponibilizou duas músicas para o
filme "Ruas de Fogo" Streets of Fire em 1984.
As duas canções nunca tiveram algum sucesso comercial.
Em 1989, Jim Steinman colocou o grupo musical "Pandora's Box"
junto com oito membros do "Fire Inc".



As músicas

Abaixo seguem as duas únicas canções por esta banda:

"Tonight Is What It Means to Be Young"
"Nowhere Fast"


Uma versão diferente da canção "Nowhere Fast" (originalmente pretendida para ser usada pelo Fire Inc, mas não foi em favor de uma melhor versão também por Steinman), foi também lançado no álbum de Meat Loaf: "Bad Attitude" (1984).

Integrantes

O aterisco indica os membros que foram para o "Pandora's Box"
Laurie Sargent — vocal*
Holly Sherwood — vocal, backing vocal*
Rory Dodd — vocal, backing vocal*
Eric Troyer — backing vocal*
Rick Derringer — guitarra
Davey Johnstone — guitarra
Mike Landau — guitarra
Steve Buslowe — baixo*
Robert Hornbacher — piano*
Larry Fast — sintetizadores
Jim Steinman — teclado adicional*
Max Weinberg — bateria
Joe Stefko — bateria de programação
Jimmy Bralower — bateria e programação*

Obs: Como nao existe registro fotográfico da banda coloquei Diane lane atriz que interpretou as canções no filme Ruas De Fogo!!

domingo, 17 de julho de 2011

"TONI BASIL"



Antonia Christina Basilotta, cujo nome artístico é Toni Basil (Philadelphia, Pennsylvania, 22 de Setembro de 1943 -), é uma musicista, atriz e coreógrafa norte-americana.
Fez um estrondoso sucesso na década de 80 com a música Hey Mickey!
No Brasil a rainha dos baixinhos aproveitando a rabeira do sucesso de Toni Basil, fez a versão de
Hey Mickey no seu primeiro xou da xuxa, em 1986 mas nao obtendo tanto êxito quanto a original!

"DEEE-LITE"


Deee-lite foi um trio de música house originário de Nova Iorque, que ficou muito famoso pelo hit "Groove Is In The Heart", redefinindo padrões para o cenário da música eletrónica, ao inserir uma boa dosagem de humor.

Integrantes

Towa Tei ou Jungle DJ Towa-Towa Lee;
DJ Dmitry;
Lady Miss Kier;
DJ On-E.




Discografia

World Clique (Elektra, 1990)
Infinity Within (Elektra, 1992)
Dewdrops In The Garden (Elektra, 1994)
Sampladelic Relics & Dancefloor Oddities - Deee-Remixes (Elektra, 1996)
The Very Best Of Deee-Lite (Rhino/Elektra, 2001)

domingo, 10 de julho de 2011

.38 SPECIAL


38 Special (pode se escrever ".38 Special" ou "Thirty-Eight Special") é uma banda norte-americana fundada por Don Barnes e Donnie Van Zant no ano de 1975 em Jacksonville, Flórida.
.38 Special é um calibre de armas de fogo muito utilizado e famoso por seu poder de parada e impacto, sendo considerado uma das mais potentes munições para revólver já construídas. O estilo inicial do grupo era o Southern Rock, igual ao do Lynyrd Skynyrd, banda do irmão mais velho de Donnie, Ronnie Van Zant.
Seus maiores sucessos foram "Caught In Up You" (1982), "If I'd Been The One" (1983), "Hold On Loosely" (1981, "Back Where You Belong" (1984), "Like No Other Night" (1987) e "Second Chance" (1989).
Em 2007, a banda abriu a festa "Lynyrd Skynyrd and Hank Williams Jr's
Rowdy Frynds Tour".
Em junho do mesmo ano, saiu o game "Guitar Hero Encore: Rocks the 80s" onde apareceu "Hold On Loosely" em uma versão cover como uma das músicas.




Discografia

.38 Special (1977)
Special Delivery (1978)
Wild Eyed & Live (1978)
Rockin' Into the Night (1980)
Wild-Eyed Southern Boys (1981)
Special Forces (1982)
Tour de Force (1984)
Strenght in Numbers (1986)
Flashback: The Best of 38 Special (1987)
Rock & Roll Strategy (1988)
Bone Against Steel (1991)
Resolution (1997)
Live at Sturgis (1999)
20th Century Masters - The Millenium Collection: The Best of 38 Special (2000)
Anthology (2001)
A Wild-Eyed Christmas Night (2001)
The Very Best Of The A&M Years (1977-1988) (2003)
Drivetrain (2004)
[editar]Integrantes

Don Barnes (guitarra e segunda voz)
Donnie Van Zant (guitarra e voz)
Danny Chauncey (guitarra)
Larry Junstrom (baixo)
Bobby Caps (teclado)
Gary Moffatt (bateria)

sexta-feira, 1 de julho de 2011

"KING KOBRA"


King Kobra é uma banda de glam metal formado pelo baterista Carmine Appice após a saída da banda solo de Ozzy Osbourne em 1984. A banda incluiu quatro músicos relativamente desconhecidos: o vocalista Mark Free, guitarrista David Michael-Philips, baixista Jonhy Rod, e o guitarrista Mick Sweda. Depois de 2 álbuns com a Capitol Records (Ready to Strike - 1985 e Thrill of a Lifetime - 1986), Appice decidiu dissolver a banda e o guitarrista John Sykes aderir a
sua banda Blue Murder, em 1989.



FORMAÇÃO

Ready To Strike & Thrill of a Lifetime
Mark Free - Vocal
David Michael Philips - guitarra (1984–1988)
Johny Rod - Baixo
Mick Sweda - Guitarria
Carmine Appice - Bateria

King Kobra III

Johnny Edwards - vocal
David Michael-Philips - Guitarra
Jeff Northrup - Guitarra
Larry Hart - Baixo
Carmine Appice - Bateria

Hollywood Trash

Kelly Keeling - Vocal & Baixo
Mick Sweda - Guitarra
Steve Fister - Guitarra
Carmine Appice - Bateria

Discografia

Ready to Strike (1985)
Thrill of a Lifetime (1986)
King Kobra III (1988)
The Lost Years (1999) (compilação)
Hollywood Trash (2001)
Number one (2005)

sábado, 25 de junho de 2011

"TRIO"


Trio é o nome de uma banda new wave formada por três integrantes alemães - Stephan Remmler (vocais), Gert 'Kralle' Krawinkel (na guitarra) e Peter Behrens (no baixo) - no ano de 1980, tendo acabado em 1985.

A banda teve 5 discos em sua breve carreira musical, sendo que o primeiro disco Trio saiu em 1981, na Alemanha. O grande êxito partiu no ano seguinte quando lançou o single "Da Da Da, Ich Lieb Dich Nicht du Liebst Mich Nicht Aha Aha Aha" , popularmente conhecida e simplificada como "Da Da Da", tendo sido executada em trinta países, inclusive os EUA, chegando a ganhar várias versões com grande sucesso, além de ser incluida em diversas propagandas comerciais, filmes e seriados de tv em todo o mundo. Recentemente, no Brasil, fez parte da propaganda da Pepsi Cola.

Nunca foi popular na Alemanha, porém o Trio ficou marcado apenas por emplacar essa música. Outras músicas como "Broken Hearts for You and Me", "Boom Boom", "Hearts are Trump" e "Anna Letmein Letmeout", não tiveram a mesma repercussão do grande hit da banda. Em 1986 saiu a compilação 5 Jahre Zuviel reunindo seus sucessos em cinco anos de atividade.

domingo, 5 de junho de 2011

"IRENE CARA"


Irene Cara, nome artístico de Irene Escalera, (Nova Iorque, 18 de março de 1959) é uma cantora, compositora e atriz estadunidense.
É ganhadora de dois Oscars de melhor canção, além de diversos outros prêmios, incluindo o Grammy e o Globo de Ouro, por duas vezes.
Nos anos 70, Irene foi a estrela de The Everything Show, um programa transmitido somente em Nova Iorque. Foi a original Daisy Allen no antigo seriado diário Love of Life, em 1974, e substituída por Sharon Brown, e que deixou para estrelar um programa educativo de nome The Electric Company, interpretando uma integrante da banda The Short Circus (ela foi ao show durante a primeira temporada somente).
Da série também participou Bill Cosby, Rita Moreno, Morgan Freeman,
Mel Brooks, Joan Rivers e Gene Wilder.
Em 1975 estreou no cinema, protagonizando a romântica Angela do filme Aaron Loves Angela, uma versão pós-moderna de Romeu e Julieta. Veio em seguida o papel em Sparkle (1977), onde interpretou a personagem de mesmo nome e conquistou grande sucesso de crítica e de público a nível internacional. A televisão aproveitou o sucesso conquistado por Irene no exterior em duas mini produções: Raízes II, outra daptação aclamada pela crítica, e o filme A História de Jim Jones, baseado em um best-seller de Alex Haley, baseado na tragédia ocorrida na Guiana alguns anos antes.
John Willis' Screen World, Vol. 28, nomeou Irene como uma das 20 Mais promissoras atrizes de 1976. No mesmo ano, uma votação dos leitores na revista Right On! nomeou-a como Top Atriz.
Cara é formada na Professional Children's School em Manhattan, uma concorrente da LaGuardia High School of Music & Art. Ironicamente, LaGuardia High foi a inspiração para a escola de artes do seu terceiro filme, Fama, em 1980.

Anos 80:

O filme Fame de 1980, fez com que Irene se tornasse conhecida no mundo todo.
Como Coco Hernandez ela cantou os dois maiores hits do filme, que estouraram nas paradas de sucesso naquele início dos anos 80: a canção título Fame, que ficou em primeiro lugar da Billboard por várias semana, e a canção Out Here On My Own, que chegou ao Top #10 das paradas estadunidenses em 1981. Irene teve a oportunidade de ser uma das pouquíssimas cantoras até hoje a cantar mais de uma canção durante a cerimônia do Oscar. Fame, composta por Michael Gore e Dean Pitchford, levou uma estatueta nesse mesmo ano.
Também o filme garantiu a Irene algumas nomeações ao Grammy, em 1980, para melhor atriz novata e melhor artista pop, assim como uma nomeação ao Globo de Ouro como melhor atriz de cinema em musical. A Billboard Magazine nomeou Irene como nova artista top, enquanto a Cashbox Magazine a premiou em duas categorias: vocalista mais promissora e vocalista top.
Quando Fame se tornou um seriado de televisão, alguns anos mais tarde, Irene Cara foi procurada pelos produtores para retomar seu papel como Coco Hernandez. Porém, ela recusou, sentindo que já havia feito tudo o que podia pela Coco no filme e, diante da possibilidade de abandonar o papel a qualquer momento, se a série de televisão falhasse. Como resultado, Erica Gimpel atuou em seu lugar, devido a sua semelhança física com Irene. Entretanto, Irene fez uma participação especial num episódio de 1983, como uma aluna de sucesso da escola de artes, cantando Why Me?, seu single do momento.
Em 1982, Irene levou um Image Award de melhor atriz quando estrelou com Diahann Carroll e Rosalind Cash num filme da NBC, chamado Maya Angelou's Sister. Irene foi Myrlie Evers-Williams em um filme da PBS TV sobre a líder dos direitos civis Medgar Evers, em For Us the Living: The Medgar Evers Story, e ainda foi nomeada para melhor atriz no NAACP Image Award.
Seu outro filme de sucesso relevante após Fame foi Killing 'em Softly (Prazer à Toda Prova), com participação de Nicholas Campbell e George Segal. Para o filme, Irene gravou duas canções: City Nights e Killing Em' Softly, num dueto com George Segal.
Irene também foi convidada para estrelar sua própria série de televisão, intitulada Irene, na NBC, em 1981. Mesmo recebendo críticas favoráveis, o seriado perdeu audiência para outros espetáculos e foi cancelado. O elenco contava com as atrizes veteranas Kaye Ballard e Teddy Wilson, além das estreantes Julia Duffy e Keenan Ivory Wayans.
Em 1983, à convite de Giorgio Moroder, Irene Cara atuou como ela mesma no filme D.C. Cab, sobre um grupo de amigos que eram motoristas de táxi, estrelando Mr T. como um fã obsessivo de Irene, a ponto transformar o porta-malas
do táxi num santuário para ela.
Além de cantar e atuar em filmes, Irene continuou a se apresentar ao vivo e promovendo espetáculos durante esse período.
Flashdance... What A Feelin'Em 1983, Irene alcançou o ápice de sua carreira musical com Flashdance…What A Feelin', canção-tema do filme Flashdance, composta em parceria com Giorgio Moroder e Keith Forsey. Irene compôs as letras da canção com Keith Forsey enquanto dirigia o carro a caminho do estúdio em Nova Iorque.
Moroder compôs a música.
Irene admitiu mais tarde que no início esteve relutante em trabalhar para Giorgio Moroder, com receio de que as pessoas estabelecessem comparações entre ela e Donna Summer, com quem Giorgio havia trabalhado até então. O resultado foi um álbum que conquistou diversos prêmios. Irene levou o Oscar por melhor canção em 1983, o Grammy Award por melhor performance pop vocal feminino em 1984, o Globo de Ouro por melhor canção original, melhor cantora pop feminina de singles, melhor cantora pop negra contemporânea de singles, melhor artista pop negra crossover contemporânea de singles, canção pop do ano e o American Music Awards, como melhor artista feminina de R&B e melhor canção pop do ano.
Em março de 2007, a United World Chart posicionou Flashdance… What a Feelin' como a 22º canção de maior sucesso na história da música. Flashdance também foi avaliada na lista como a quarta canção mais bem sucedida por uma cantora feminina, apenas estando atrás de Cher (com Believe), Celine Dion (com My Heart Will Go On) e Whitney Houston (com I Will Always Love You).

domingo, 22 de maio de 2011

"DOLLAR"


Dollar foi um duo pop do Reino Unido, formado por David Van Day e Thereza Bazar.
A dupla foi sucesso na década de 1970 e 1980.

"JIM DIAMOND"


Jim Diamond (Glasgow, Escócia, Reino Unido, 28 de Setembro de 1953- )
é um músico e cantor escocês.
Diamond é mais bem conhecido pelos seus grandes sucessos comerciais: I Won't Let You Down (1982) como líder do trio Ph.D., com Tony Hymas e Simon Phillips e a sua canção a solo I Should Have Known Better. Esta última canção, uma balada editada em 1984 obteve um enorme sucesso, não só no Reino Unido (onde foi nº1) como em toda a Europa e no resto do mundo. Outro seu sucesso foi a canção Hi Ho Silver para uma série televisiva de 1986, que alcançou o n.º5 do top britânico A sua voz foi usada para outras canções populares de outros artistas, em especial de caridade tais como Sailing na banda Rock Against Repatriation, You'll Never Walk Alone com a
banda The Crowd e Let It Be com Ferry Aid.
Diamond ainda trabalha como artista, há mais de trinta anos ele tem liderado várias bandas e cantado a solo.
Ele iniciou a sua carreira musical com a idade de quinze anos numa banda formada por ele 'The Method'. Isto foi descoberto devido a uma entrevista recente
com Jim Diamond em Chatshow.net.
Mais tarde fez vária turnés pela Europa com outra banda Gully Foyle.
Gravações raras suas na banda Gully Foyle foram recentemente descobertas
através da Internet.
Jim seria mais tarde descoberto por Alexis Korner considerado o "Avô do Blues Britânico", tendo estado na banda de Korner um par de anos. Diamond fez parte dos coros de muitas das canções de Korner, tendo participado na maioria das faixas do álbum The Lost Album daquele artista.
Em 1976, deixou Korner para formar a banda Bandit , uma banda formada por vários membros entre os quais Cliff Williams que faria mais parte da banda AC/DC. Foi uma banda sem sucesso, porque o punk dominava nessa altura e
eles não eram desse género musical.
Diamond aventurou-se para os Estados Unidos da América, mais exa(c)tamente para Los Angeles para formar o duo Slick Diamond com Earl Slick. Ele aí esteve uns tempos gravando e oferecendo canções para uma banda sonora.
No ano de 1982 volta ao grande público, quando ele formou a banda Ph.D (Phillips, Hymas e Diamond), Diamond era o vocalista, Tony Hymas era pianista e teclados e Simon Phillips era o baterista. A banda assinou um contrato com a gravadora/editora WEA Records e o seu maior sucesso (vendeu milhões de cópias) foi I Won't Let You Down. A canção foi um enorme sucesso e tornou-se um clássico e por vezes é tocado em várias estações de rádio pelo mundo fora..
Em 1984,lançou um disco a solo, que foi um enorme sucesso, o já referido
I Should Have Known Better, outro clássico que por vezes é tocado como um dos temas representativos da década de 1980. Em Maio de 1986, alcançou o nº5 do Reino Unido graças ao tema Hi Ho Silver para a série televisiva Boon . Diamond não compôs o tema especialmente para a referida série, mas tinha sido dedicada ao seu pai que tinha falecido no ano anterior.
No Brasil teve duas músicas em trilhas sonoras de novelas: "I Should Have Known Better" foi tema da novela A Gata Comeu e "Remember I Love You" marcou presença na trilha internacional da novela De Quina Pra Lua.
Em 2005, Diamond publicou o seu primeiro álbum estúdio em onze anos intitulado Souled and Healed e dois singles: 'When You Turn'. e 'Blue Shoes'.



Discografia

1985 Double Crossed (A&M)
1986 Desire for Freedom (A&M)
1988 Jim Diamond (Teldec)
1993 Jim Diamond (Polydor)
1994 Sugarolly Days
2001 Jim Diamond - Best Of, The (Spectrum)
2005 Souled and Healed (Hypertension)

Singles

1976 Clean Up The City/Back On The Line (Bradley)
1984 I Should Have Known Better (A&M)
1985 I Sleep Alone At Night (A&M)
1986 Hi Ho Silver (A&M)
1986 Young Love (Carry Me Away) (A&M)
1988 Broadway (Teldec)
1993 Not Man Enough (Polydor)
1994 Caledonia (Heartland)
2005 When You Turn (Hypertension)
2006 Blue Shoes (Hypertension)

"PATRICK SWAYZE"


Patrick nasceu em 18 de Agosto de 1952, Houston, Texas. Dessa terra encravada no meio da areia e do petróleo até a fama em Hollywood foram muitos quilômetros de suor e determinação.
Filho de um engenheiro e de uma dançarina e coreógrafa, foi criado com mais quatro irmãos, Patrick fez de tudo para assegurar ao seu pai que seria pelo menos um dos melhores. Para isso, se dedicou com afinco ao balé clássico, violino, ginástica, natação, futebol americano. Vem daí a versatilidade de Patrick, que além de atuar, compõe músicas, canta e coreografa a maioria de lutas e danças de seus filmes. Apesar do balé ser sua grande paixão, Swayze ingressou no Houston’s Alley Theatre, que o despertou para o ofício de representar. Em 1972, depois de um breve período com o Bufallo Ballet de Nova York, Patrick resolveu se mudar para a metrópole, depois de ter conseguido uma bolsa para estudar em uma das mais importantes companhias nova-iorquinas. Quatro anos depois, Patrick era o principal bailarino da Eliot Feld Ballet e estava a ponto de realizar uma grande façanha: o coreógrafo Feld, dono da companhia, acabara de preparar uma peça para seu primeiro bailarino contracenar com a estrela do balé russo, Mikhail Baryshnikov. Foi quando o azar bateu à porta de Swayze: uma velha contusão dos tempos do futebol americano no ginásio se manifestou novamente e de forma catastrófica: o bailarino correu o risco de ter que amputar a perna. O medo de ficar aleijado o obrigou a tomar a séria decisão de abandonar o balé clássico.

Experimentou seu primeiro sucesso como protagonista no musical “Dirty Dancing - Ritmo Quente” (1987), ao lado de Jennifer Grey (cujo pai, Joel, protagonizava “Goodbye Charlie”).



O ator faleceu no dia 14 de Setembro de 2009, aos 57 anos, após uma batalha de quase dois anos contra um cancro no pâncreas. Antes de saber da doença, o ator disse que num primeiro momento pensou estar a sofrer de indigestão crónica. Quando os sintomas pioraram, ele procurou seu médico. Foi feita uma biópsia, e o diagnóstico foi câncer.
“A quimioterapia é um inferno na terra, não importa como você a represente”, disse o ator na época, em entrevista ao jornal “The New York Times”. “Como você faz para promover uma atitude positiva quando todas as estatísticas dizem que já é um homem morto? Você vai trabalhar”.
Sua assessora de imprensa, Annet Wolf, confirmou a morte do actor de “Dirty dancing” “Ghost” e “Crepusculo de Aço” e disse que ele estava ao lado da família.

“Patrick Swayze descansou em paz hoje, com sua família a seu lado, após encarar os desafios da doença durante os últimos 20 meses”, disse Wolf, em comunicado.

"BILL MEDLEY"


Thomas William "Bill" Medley (nascido em 19 de setembro, 1940) é um cantor e compositor americano, mais conhecido por integrar a dupla The Righteous Brothers e duetos com Jeniffer Warners nos anos 80 .
Ele conheceu seu parceiro,Bobby Hatfield,na universidade em long beach no estado da Califórnia.A dupla começou a cantar como um duo em 1962.Seu primeiro hit foi "You've Lost That Lovin 'Feelin' ficando em primeiro lugar das paradas de sucesso dos Estados Unidos e Reino Unido", produzido por Phil Spector em 1964.
A dupla se separou em 1968, mas seus sucessos eternizados para sempre,Medley também teve uma carreira solo de sucesso foi convidado para fazer os vocais da trilha sonora do filme Imperador do Norte de 1973,Em 1984 e 1985,emplaca cinco singles nas paradas country dos EUA, sendo "I Still Do" a principal.
Em 1987, seu dueto com Jennifer Warnes ," (I've Had) The Time of My Life ", foi incluído na trilha sonora do filme Dirty Dancing que lhe rendeu o 1#lugar na Billboard Hot 100 Americana.A canção também ganhou em 1988 o Grammy Award para Melhor Performance Pop e um oscar de melhor canção.Medley também gravou duas músicas para a trilha sonora do filme Rambo III com Sylvester Stallone em 1988 e "Up Where We Belong" do filme a força de um destino de 1982.

"F.R. DAVID"


F. R. David é o nome artístico do cantor franco-tunisino Elli Robert Fitoussi, (Menzel Bourguiba, Tunísia, 1 de Janeiro de 1947- ) .
Durante os inícios da década de 1970, ele foi membro da banda de rock francesa Les Variations. As suas linguagens de marca são os óculos de sol e a guitarra, uma guitarra branca Fender Stratocaster). O seu maior êxito internacional foi Words (Palavras) que atingiu o top vendas de todo o mundo (vendeu 8 milhões de cópias): primeiro na Europa (nos finais de 1982) e em 1983 nos Estados Unidos da América, onde alcançou o 2.º lugar) e países latino-americanos. Esta canção era uma balada. F.R, David, não ficou encostado ao sucesso e continuou produzindo outros discos, que contudo não tiveram o sucesso de Words. O single Good Times também foi um grande sucesso em 1985 . No Brasil, fez sucesso como um dos temas da telenovela Ti Ti Ti, da Rede Globo de Televisão no mesmo ano). Outro hit que marcou no Brasil foi a balada sahara night que fez parte da novela Roda de Fogo de 1986.





Discografia

Words (1982)
Long Distance Flight (1984)
Reflections (1987)

Singles

Words (1982)
I Need You (1983)
Pick Up The Phone (1983)
Music (1983)
Play A Little Game (1983)
Gotta Get A Move On (1983)
Sand Dunes (1983)
Dream Away (1983)
Sahara Night (1986)
Don't go (1987)
I'll Try To Love Again (1992)

Compilações

Greatest Hits (1991)

"SECRET SERVICE"


Secret Service foi uma banda sueca dos anos 80.
Em 1979, Ola Håkansson, ex-vocalista do grupo Ola & the Janglers e então um publicitário da Sonet Records, juntou-se a Tim Norell e Ulf Wahlberg para escreverem algumas canções, que mandaram para o Melodifestivalen, um popular festival de canções sueco. Eles não venceram, mas resolveram continuar trabalhando juntos e mudaram o nome de Ola+3 para Secret Service. Ao lado de Ola Håkansson (vocal), Tim Norell e Ulf Wahlberg (teclados), a formação original incluiu Tony Lindberg (guitarra), Leif Paulsen (baixo) e Leif Johansson (bateria).
Norell escreveu com Håkansson a maioria das canções da banda, no entanto não apareceu com eles no palco ou nas capas dos discos. O primeiro compacto do Secret Service, "Oh Susie" se tornou um sucesso na Suécia e vários outros países da Europa e na América Latina. O álbum de mesmo título incluiu "Ten O'Clock Postman", ganhou disco de ouro na Escandinávia. Outros sucessos se seguiram, como "Flash in the Night" (1982), alcançando as primeiras posições em toda a Europa continental. Em meados dos anos 80 Norell e Håkansson começaram a escrever e produzir canções para outros artistas. O dueto de Ola Håkansson com a ex-ABBA Agnetha Fältskog, "The Way You Are", ganhou o compacto de ouro na Suécia.

Em 1987, Håkansson, Norell e Wahlberg lançaram Aux Deux Magots, seu último disco como Secret Service. Os demais membros deixaram a banda e foram substituídos pelo multi-instrumentista Anders Hansson e o baixista Mats A. Lindberg. Hansson se tornaria parceiro de Håkansson e Norell no que seria conhecido como O Megatrio, um equivalente sueco do Records como uma joint-venture da PolyGram. Eles produziram bandas como Army of Lovers e The Cardigans, entre outros.

Membros

Ola Håkansson - vocal
Ulf Wahlberg - teclados
Tonny Lindberg - guitarra
Leif Paulsén - baixo
Leif Johansson - bateria



Discografia

Oh Susie , 1979
Ye Si Ca , 1980
Flash in the Night, 1981
Cutting Corners, 1982
Jupiter Sign, 1984
When the Night closes in, 1985
Aux deux Magots, 1987
Top Secret - Greatest Hits, 2000

"THE STYLE COUNCIL"


Banda dos anos 80, formada por Paul Weller e Michael Talbot marcada pela sofisticação, pelo ecletismo, e pela riqueza musical em um ritmo onde não há como rotular apenas como Pop, Blues, Jazz ou Soul.
A todos que conheceram , bem vindos, e aos mais novos conheçam a riqueza musical desse ícone dos anos 80.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

"MOTLEY CRUE"


Mötley Crüe é uma banda estadunidense de heavy metal criada em Los Angeles, Califórnia em 1981.
A banda foi formada pelo baixista Nikki Sixx
(que estava envolvido numa banda chamada London) e pelo baterista Tommy Lee, mais tarde entraram o guitarrista Mick Mars e o cantor Vince Neil.
Mötley Crüe vendeu mais de 80 milhões de álbuns em todo o mundo.
Freqüentemente, a banda é conhecida pelo estilo de vida de seus integrantes:
Todos tem muitas passagens pela polícia, passando tempos na cadeia por conta de seus vícios em bebidas, drogas e por fugirem com mulheres. O nono álbum de estúdio da banda, Saints of Los Angeles, foi lançado em 28 de Junho de 2008, enquanto estava sendo filmado uma adaptação da Autobiografia da banda, que foi lançada em 2009.

(1981-1983)

Mötley Crüe foi formado em 17 de Janeiro de 1981 quando o baixista Nikki Sixx saiu da banda London e começou a ensaiar com Tommy Lee e com o vocalista/guitarrista Greg Leon..Lee tinha trabalhado antes com Leon numa banda chamada Suite 19 e o trio continuou ensaiando e praticando até que eventualmente, Leon decidiu parar.
O baixista e o baterista começaram a procurar por novos membros. Sixx and Lee encontraram um novo guitarrista, Robert "Mick Mars" Deal. Mars foi ouvido e depois foi contratado por Sixx e por Lee. Mars tinha tocado numa banda, White Horse, quando um dos membros da banda denominou o grupo de "a motley looking crew.". Ele se lembrou da frase e depois copiou isso para usar como nome para a banda: Mottley Cru. Falando rapidamente a palavra, fica 'Mötley Crüe', e foi esse o nome escolhido para a banda, também para homenagear a cerveja alemã, que os membros bebiam no momento. Lee conheceu Neil na escola Royal Oak H.S. (Ensino Médio) em Covina e tocaram em duas bandas de garagem. Vendo sua performace na banda Rockandi (pronuncia-se Rock-Candy), Neil fez um ansioso teste e foi aceito foi Lee.
O primeiro álbum deles era uma produção independente chamada Too Fast For Love, que foi produzida pela Lethur Records. O álbum vendeu 20 mil cópias. Logo em seguida eles assinam um contrato com a Elektra Records, que melhorou e remixou o álbum. Assim o álbum tingiu a a marca de platina e a banda partiu em turne
Em 1983 lançam o novo álbum, Shout at the Devil, que apresenta hits de alto nível como "Looks That Kill", "Ten Seconds To Love" e "Too Young To Fall In Love". É nessa mesma época que os Mötley Crüe ganham fama de desordeiros. Vince Neil, vocalista da banda, depois de uma bebedeira, se envolve em um acidente de carro que acaba matando seu amigo Nicholas Dingley então baterista do Hanoi Rocks. Vince é preso, paga fiança(por sinal nada barata) e presta serviços comunitários pelo ocorrido.

1984-1991

Depois de tocar no US Festival e de lançar um novo clipe na MTV, a banda começa a decolar. E com isso vieram as groupies, com quem sempre fugiam. Fizeram muito sucesso pela sua maquiagem extravagantes, roupas ultrajantes, botas altas e pelo consumo de bebida, que era enorme. Depois do Shout at the Devil de 1983, lançaram o clássico Theatre of Pain em 1985 e em 1987, lançaram outro clássico, Girls, Girls, Girls. Os últimos álbuns, mostrava um Mötley Crüe com motos, whiskey e stripers.
O Mötley Crüe continua sua carreira e lança novos álbuns , mais sem grande acontecidos. Na fase de maior sucesso deles então Nikki Six sofre uma overdose e eles são obrigados a cancelar uma turnê. No ano seguinte os Mötley Crüe têm férias forçadas devido todos seus integrantes estarem em clinicas de recuperação de drogados.
Em 1989 eles lançam um novo álbum Dr. Feelgood mais agressivo e pesado. Um dos seus maiores hits aparece aí "Kickstart My Heart", Hit Composto em inspiração a overdose de Nikki Sixx, Em seguida lançam Decade of Decadence sem muita repercussão e então sai o vocalista Vince Neil e entra John Corabi.

1992-2003

Em 1994 eles lançam mais um álbum intitulado Mötley Crüe que não faz muito sucesso. Vince Neil volta e eles gravam mais um álbum em 1997, o Generation Swine que também foi muito criticado apesar de ter vendido bem. A banda não estava mais com aquele fôlego de antes.
Em 1998 o contrato com a Elektra Records se acaba. Então a banda criou seu próprio selo, o Mötley Records. Os Mötley Crüe continuam na ativa mas estão mais na mídia devido aos problemas com drogas ou problemas amorosos do que pela música que eles ainda fazem. Em 1998 o baterista Tommy Lee chegou a ser preso por agredir a sua ex-mulher e atriz Pamela Anderson. Em 2000 lançaram o álbum New Tattoo.

2004-presente


Nikki Sixx e Mick Mars tocando na em Glasgow, Escócia em 2005.
Foto: Alec MacKellaig.
A banda volta a se reunir em 2004 e lança a coletânea Red, White & Crüe. Anunciaram que voltaram aos estúdios para gravar um novo disco e em 2008, sai o nono álbum do Mötley Crüe, Saints of Los Angeles, onde a banda parece voltar das cinzas, mas percebe-se claramente que não é o mesmo Mötley Crüe dos anos 80.

Formação atual e clássica

Vince Neil - vocal, harmônica e vocal de apoio
Nikki Sixx - baixo, teclado e vocal de apoio
Mick Mars - guitarra, guitarra rítmica, violão e vocal de apoio
Tommy Lee - bateria, percussão, piano e vocal de apoio

Outros membros

John Corabi - vocal e guitarra
Randy Castillo - bateria, percussão e vocal de apoio
Samantha Maloney - bateria, percussão e vocal de apoio

Discografia

1981: Too Fast for Love
1983: Shout at the Devil
1985: Theatre of Pain
1987: Girls, Girls, Girls
1989: Dr. Feelgood
1994: Mötley Crüe
1997: Generation Swine
2000: New Tattoo
2008: Saints of Los Angeles

Compilações

1991: Decade of Decadence
1998: Greatest Hits
1999: Supersonic and Demonic Relics
2003: 20th Century Masters - The Millennium Collection: The Best of Mötley Crüe
2003: Music to Crash Your Car to: Volume 1
2004: Music to Crash Your Car to: Volume II
2005: Red, White & Crüe

sábado, 9 de abril de 2011

"PETER SCHILLING"


Peter Schilling nasceu em Stuttgart, na Alemanha, no dia 29 de janeiro de 1956. Quando adolescente, Schilling resolveu que seria um jogador de futebol ou um músico. A segunda opção venceu e em 1983 lançou seu primeiro álbum, Error in the System. Deste álbum vem a canção Major Tom (Coming Home). A canção, maior sucesso do alemão, chegou ao primeiro lugar das paradas norte-americanas, se tornando em hit instantâneo em qualquer balada oitentista e transformando Schilling em um ´one-hit wonder´. Dois anos depois grava Things to Come, mas não consegue o mesmo sucesso alcançado com o disco de estréia.

Em 1989, Schilling trabalha com Michael Crétu, do grupo Enigma, em Different Story (World of Lust and Crime), numa tentativa de atualizar seu som e voltar a fazer sucesso, principalmente nos Estados Unidos. Cinco anos se passam e uma nova versão de Major Tom, mais eletrônica ainda, toma de assalto clubes pelo Europa. No ano seguinte o músico forma a banda The Space Pilots, junto com Catyana Schilling, J. Feifel e P. Magnet, e gravam o álbum Trip to Orion.
Em 2006, Schilling lançou mais um álbum, Das Prinzip Mensch, e uma coletânea, Tauch Mit Mir In Eine Neue Zeit, Das Beste Von 2003-2006, além do single Es Gibt Keine Sehnsucht.



Discografia

Álbuns


Fehler im System, 1982
Error in the System, 1983
120 Grad, 1984
Things To Come, 1985
The Different Story - The World Of Lust And Crime, 1989
Geheime Macht, 1993
Von Anfang an... bis jetzt, 1999
Portrait, 2001
Raumnot, 2003
Retrospektive - Das Remix Album, 2004
Zeitsprung, 2004
Delight Factor Wellness, 2005
Das Prinzip Mensch, 2006

- Singles

Gib her das Ding / Frei sein ist schön, 1979 (As Pierre Schilling)
Heut ist was los auf der Autobahn / Sweet Sixteen, 1980 (As Pierre Schilling)
Lied an Dich / Lampenfieber, 1981 (As Pierre Schilling)
Major Tom (Völlig losgelöst), 1982
Die Wüste lebt, 1983
Fehler im System, 1983
Major Tom (Coming Home), 1984
Terra Titanic, 1984
Hitze der Nacht, 1984
Hitze der Nacht (Special Remix), 1984
Region 804, 1985
Ich vermisse Dich / Für immer jung, 1986
All The Love I Need / In My Youth, 1986
Alles endet bei Dir / Wonderful World, 1986
The Different Story (World Of Lust And Crime), 1989
Zug um Zug, 1992
Bild der Dunkelheit, 1992
Viel zu heiß, 1993
Major Tom 94, 1994 (Released in both English and German)
Sonne, Mond und Sterne, 1994
Terra Titanic, 1995 (1995 remixes)
Trip To Orion, 1996 (With the Space Pilots)
Kingdom Of Rain, 2000 (As M*Period)
Terra Titanic 2003, 2003
Raumnot, 2003
Sonne, Mond und Sterne 2003, 2003
Major Tom 2003, 2003
Experiment Erde, 2004
Weit weg, 2005
Der menschliche Faktor (Remixes), 2005
Es gibt keine Sehnsucht, 2006

"GLORIA ESTEFAN AND MIAMI SOUND MACHINE"


Miami Sound Machine,era a banda onde Gloria Estefan participa como vocalista.
De família humilde, Gloria desde pequena sempre ajudou seus pais.
Era uma menina que amava de coração a música cubana e sempre ficava tocando com seu violão, músicas que sua avó ensinava. Com menos de dois anos sua familia teve que se mudar para Miami devido a razões políticas. Seu pai era guardacostas do ditador deposto por Fidel Castro, Fulgencio Batista. Seu pai acaba se tornando militar das forças armadas estadunidenses e vai para a Guerra do Vietnã logo após,
fato este que o deixa debilitado e ficando sob a guarda de sua filha Gloria.
Um tempo depois o pai falece e ela continua a enfrentar a vida com sua mãe
e sua irmã Rebeca.
Glória Estefan é considerada mezzosoprano e utiliza recursos como o falsete em suas performances (como pode se observar em Reach e Because you Love me de Celine Dion)
Gloria participava e colaborava com grupos estadunidenses que cantavam versões das músicas dos Beatles e dos Rolling Stones, mas foi na Universidade de Psicologia que na mesma sala conheceu seu atual esposo Emílio Estefan, que na época ja tinha um grupo musical chamado “Miami Latin Boys”.
Vendo Gloria cantar na Igreja, Emilio Estefan não hesitou em convidá-la para entrar no grupo, houve resistência no início por parte da cantora, mas acaba aceitando o convite e integrando a banda que muda de nome e passa a se chamar “Miami Sound Machine”. Emilio e Gloria com o passar do tempo começam a namorar e em 1978 se casam. Um ano antes, em 1977 o grupo passa a fazer shows e logo após é lançado o primeiro LP “Renacer”. Outros álbuns da banda se sucederam como “Miami Sound Machine” (1978), “Imported” (1979), “MSM Piano Album” (1980), “Otra vez”
(1981), “Rio” (1982) e “A toda máquina” (1983).
De 1977 a 1984 o grupo ja mesclava Pop, Rock e sons latinos com canções tanto em inglês como em castelhano e fazia excursões pela América Central e do Sul.
Foi nesta época que o Brasil recebeu a primeira visita de Gloria Estefan,
mas como turista e não em turnê com seu grupo.

Em 1980 nasce seu primeiro filho, Nayib Estefan e um ano depois a CBS
oferece um contrato para shows e lançamentos de álbuns
posteriores em toda América Latina.



1984 - 1989

Em 1984, é lançado “Eyes of Innocence”, o primeiro álbum da banda Miami Sound Machine, de que Gloria era a vocalista em inglês que repercutiu não só nos Estados Unidos, como também na Inglaterra e na Austrália na categoria “Hot Dance” com o single “Doctor Beat”. A partir daí iniciava-se a trajetória daquela que
viria a ser a rainha do Pop Latino.
Depois do relativo sucesso do primeiro álbum, é lançado em 1985 “Primitive Love” e o seu primeiro single de sucesso mundial “Conga”, além de outros megasucessos como “Words Get In The Way” e “Bad Boy”. Este álbum vendeu mais de seis milhões de cópias só nos Estados Unidos e seu nome ficou presente no “Guiness Book of Records”, pois o single “Conga” foi a única canção na história a aparecer na Billboard nas paradadas de Pop, Latina, Soul e Dance ao mesmo tempo.
O álbum seguinte “Let It Loose” de 1987 foi outro grande exito do grupo que desde o álbum “Eyes of Innocence” chamava-se “Gloria Estefan and The Miami Sound Machine”. Vários singles fizeram deste álbum um dos mais vendidos de toda sua carreira como “Anything for You” que foi o primeiro single nº01 na categoria “Billboard Hot 100”,seguidos de “1-2-3”, “Rhythm is Gonna Get You” e “Can’t Stay Away From You”.
Depois do grande sucesso de “Let It Loose” seria dificil ultrapassar tamanho sucesso e reconhecimento com o álbum seguinte, mas em 1989 foi lançado “Cuts Both Away” que obteve sucesso igualável ao anterior com singles como “Don’t Wanna Lose You” seu segundo single nº01 na categoria “Billboard Hot 100”,seguidos de outros sucessos como “Here we Are”, “Get on Your Feet”, “Oye mi Canto [Spanish Version]” de grande sucesso na Europa, em especial Espanha e França e “Si voy a perderte” [Don’t wanna lose you] de grande sucesso na América Hispânica, além de “Se tenho que te perder” [Don’t wanna lose you] especialmente para o mercado brasileiro.

1990 - 1999

A década de 1990 foi marcada por altos e baixos na carreira da cantora, já que em uma de suas turnês na Pensilvânia, houve um terrivel acidente de trânsito e por pouco não foi fatal, uma vez que Gloria teve sérias fraturas na coluna e precisou fazer fisioterapia e para a alegria de seus fãs foi uma volta rápida com apenas um ano de paralisação da turnê. Neste mesmo ano, foi lançado “Éxitos de Gloria Estefan” com suas canções de sucesso e uma versão em português para o mercado brasileiro de “He We Are” chamada “Toda Pra Você”. Este seria o terceiro single em português lançado até então, ja que no álbum “Cuts Both Ways” foi lançado uma versão de “Your Love is Bad For Me” chamada de “Amor Fatal”, mas no geral não foi um álbum que repercutiu como os anteriores.

Em 1991 marcando sua volta depois do acidente foi lançado “Into The Light”, mas só com o título de “Gloria Estefan” entrando em carreira solo. O álbum lançado mostrara o quanto Gloria era querida, “Coming Out of the Dark” foi nº01 na “Billboard Hot 100” e “Adult Contemporary”, além da versão desta canção chamada “Desde La Oscuridad” muito bem aceita na América Latina. Outro single de sucesso foi “Live for Loving You” e “Nayib’s Song [I am Here for You]” dedicada a seu filho Nayib.

Em 1993 foram lançados três álbuns: seu primeiro álbum solo em espanhol “Mi Tierra”, rico em sons latinos o álbum em espanhol é o mais vendido da história, com quase 8,5 milhões de cópias em todo o mundo. Destaque para “Con los Años que me Quedan”, “Mi Tierra”, “Mi Buen Amor”, “Hablas De Mi” e “Tradición”. Gloria ganhou com este álbum seu primeiro “Grammy Awards”; Sua primeira coletânea em inglês “Greatest Hits” com três canções inéditas: “I see your Smile”, “Go Away” e “Always Tomorrow” e de repercussão mundial; e “Christmas through your Eyes” álbum natalino de pouco destaque, e que colocou o single tema do álbum como carro-chefe.

Em 1994 saiu do forno “Hold me, Thrill me, Kiss me” álbum com canções em inglês da época que Gloria era mais nova e escutava estas canções no rádio. Destaque para “Turn the Beat Around” que foi tema do filme “The Specialist” (O especialista) e “Everlasting Love”, ambas canções de muito sucesso nos Estados Unidos e Europa.

Dois anos depois do grande sucesso de “Mi Tierra”, é lançado “Abriendo puertas” álbum natalino em espanhol, que deu a Gloria seu 2º Grammy Award e foi um dos mais tocados daquele ano. Destaque para “Abriendo Puertas”, “Más Allá” e “Tres Deseos” todas nº1 na categoria “Hot Latin Tracks” da Latin Billboard.

Em 1996 foi a chance de fechar com chave de ouro uma carreira brilhante, já que cada vez mais Gloria fazia menos espetáculos em função de sua família, queria estar mais presente, ate porque neste mesmo ano nascia sua filha Emilly Estefan. O encerramento das Olimpiadas de Atlanta foi memorável. Cantando para mais de um bilhão de pessoas, além de ter a oportunidade de mostrar seu talento a Cuba, já que a viu quem tinha antena parabólica. Cantando “Reach” do álbum “Destiny” lançado coincidentemente naquele ano. Destaque também para “I’m not Giving you Up [Remix], You’ll be Mine [Party Time][Single Version]e “Show me the Way Back to your Heart” que apesar de não ter sido lançada é uma das mais belas do álbum.

Dois anos se passaram e em 1998 foi lançado “Gloria!” álbum dance de grande sucesso, destaque para “Heaven’s what I Feel”, “Oye” e “Don’t let this Moment End”, além das versões em espanhol “Corazón Prohibido” (Heaven’s what I Feel) e “Oye” de grande sucesso na América Latina. Foi neste ano que o Brasil a recebeu pela segunda vez, mas agora profissionalmente, fazendo parte da turnê de divulgação do álbum. Pouco depois, “la cantante cubana” receberia o disco de ouro no país.

Foi neste ano que se confirmou o que todos seus fãs ja sabiam, Gloria Estefan foi convidada pela Fundação “Save the Music” a representar uma das grandes DIVAS mundiais, com uma apresentação fenomenal e muito dançante junto a Celine Dion, Aretha Franklin, Mariah Carey e Shania Twain.

Em 1999 Gloria e Alexandre Pires fazem um dueto em “Santo, Santo” tanto em espanhol como em português, ambas muito tocadas e recebendo uma indicação ao Latin Grammy. Neste mesmo ano ela se junta ao grupo N’SYNC para gravar o tema do filme “Música do Coração” (Music of My Heart) e que leva o mesmo nome. O dueto rendeu o segundo lugar na “Billboard Hot 100” e ganhou uma indicação ao Oscar de melhor trilha sonora, além dos fãs conferirem sua pequena atuação no filme.


2000 - 2007

Em 2000 foi lançado “Alma Caribeña” e recebeu grande destaque, principalmente com “No me Dejes de Querer”, “Como me Duele Perderte” e “Tres Gotas de Agua Bendita” dueto com Célia Cruz. Com “No me Dejes de Querer” Gloria ganhou seu primeiro Grammy Latino na categoria melhor video. Um ano depois lançou sua segunda coletânea em inglês “Greatest Hits V. II” que não teve uma grande retorno, mas colocou uma das músicas inéditas do álbum “Out Of Nowhere” como uma das mais tocadas na parada dance e indicada ao Grammy de melhor gravação dance. Outros singles inéditos estavam presentes neste álbum como “You can’t Walk Away from Love” e “I Got no Love” e uma edição mais moderna de “Conga” denominada “Y-Tu-Conga”.

Cinco anos depois do lançamento de seu último álbum em inglês “Gloria!” é lançado “Unwrapped” que embora tenha sido um dos melhores da artista, não vendeu bem, mas mesmo assim merece destaque “I Wish You”, “Wrapped”, “Te Amaré”. O álbum fez mais sucesso com as versões em espanhol “Hoy” e “Tu Fotografia” ambos nº1 na categoria “Hot Latin Tracks”.

Em 2004 Gloria anunciou o fim das turnês, mas reiterou que apareceria em eventos beneficentes e continuaria gravando álbuns. A partir de então sucederam-se álbuns como “Amor y Suerte: Éxitos románticos” [2003] de pouco retorno em termos de venda e que conta com uma canção inédita “Ay Ay Ay Amor”; “The Essential” álbum que marca os mais de vinte anos de carreira da cantora e seguindo a mesma linha, a coletânia em espanhol “The Very Best of Gloria Estefan” lançado somente na Europa e “Oye mi Canto - Grandes Éxitos” lançado somente nos Estados Unidos e na América Latina.

Com mais de 90 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo e com cada vez mais espírito de inovação, Gloria resolve lançar livros infantis com foco principal em sua cadela Noelle. O primeiro livro saiu em 2005 e foi chamado de “The Magically Mysterious Adventures of Noelle the Bulldog” [As Mágicas Aventuras de Noelle a Bulldog] acompanhado de um cd com a canção “Been Wishin’” ou “Sueño”. Repercutindo bem na área literária, o livro chegou ao segundo lugar no Best Seller do “The New York Times”.

Seguindo o mesmo ritmo, foi lançado em 2006 seu segundo livro entitulado “Noelle’s Treasure Tale” (Tesouro de Noelle) e repetindo o sucesso do primeiro, alcançando o 3° lugar no Best Seller do “The New York Times”. O livro também é acompanhado por uma canção “See With Your Heart” ou “Ver Más Allá”.

Para o ano de 2007 está previsto para 18 de setembro o lançamento de seu quarto álbum solo em espanhol que se chamará “90 millas”. O título se refere a distância de Cuba à Flórida e segundo a própria cantora, o álbum será bem intimo e seguirá a linha musical de “Mi tierra”. “90 millas” terá outras várias participações de peso como La India, Andy Garcia, Chocolate e outros. O primeiro single “No Llores” [Gloria Estefan feat Carlos Santana & Sheila E.] foi lançado em 19 de Junho, já alcançando o primeiro lugar nas paradas latinas. O álbum foi muito bem aceito nas categorias européias chegando ao primeiro e terceiro lugar nos Países Baixos e Espanha, respectivamente, estando entre os quinze álbuns mais executados durante o primeiro mês de lançamento. O segundo singles “Me Odio” também já estreou com sucesso na Billboard e recebeu versões em hip hop e salsa.

sábado, 2 de abril de 2011

"OLIVIA NEWTON JOHN"


Quantos olhares e incontáveis suspiros não foram causados por esta loirinha que foi uma das grandes musas do final da década de 70 e início dos anos 80? Olívia nasceu na Inglaterra em 26 de setembro de 1948. É vencedora de 4 prêmios Grammy, 10 American Music Awards, 5 People’s Choice Awards, dentre milhares de outros. Tornou-se uma estrela internacional com o sucesso do filme Grease. Nesse filme seu parceiro foi John Travolta, e, juntos, formaram o par romântico mais famoso da história do cinema. Em sua carreira solo fez bastante sucesso, sendo considerada uma das cantoras mais bem sucedidas de todos os tempos pela Rolling Stone. Vendeu 100 milhões de discos, tem cinco musicas #1 na parada mais importante do mundo musical, Billboard, e mais outras dez no Top 10, um verdadeira fenômeno pra época. Physical, Hopelessly Devoted To You, Magic, Xanadu, A Little More Love, Heart Attack, You’re The One That I Want, I Honestly Love You, Summer Nights, Have You Never Been Mellow e Twist Of Fate, são apenas alguns de seus maiores clássicos.
Na década de 90, Olivia venceu a batalha contra o câncer de mama que padecia e esta experiência inspirou a artista para compor e produzir o seu álbum “GAIA”.
Para além disso, Olivia voltou a valorizar-se e chegou a ser cada vez
mais conhecida por falar abertamente da sua luta contra a doença e destacar a importância da detecção precoce.

"BRYAN FERRY"


Bryan Ferry (26 de Setembro de 1945, Tyne and Wear) é um músico inglês que ficou conhecido como vocalista do grupo Roxy Music, banda que formou com o
baixista Graham Simpson em 1970.
O Roxy Music grupo entrou para a história como a principal influência do movimento new wave que tomou de assalto a Inglaterra e o resto do mundo nos anos 80.
O som do Roxy Music aliava o rock progressivo ao visual glitter.
O grande espaço reservado aos sintetizadores – comandados por Brian Eno –
deu o tom peculiar à música da banda.
Ferry ficou conhecido por namorar mulheres lindíssimas, que frequentemente apareciam como modelos de capa nos álbuns do Roxy Music.
Um exemplo é Amanda Lear, cantora e modelo que foi fotografada com um jaguar negro para a capa do álbum For Your Pleasure. Ferry depois começou um relacionamento com a modelo Jerry Hall. Hall apareceu em vários videoclipes de Ferry, incluindo
"Let's Stick Together" e "The Price of Love." Ferry encontrou-se com Hall quando ela posou para a capa do álbum do Roxy Music Siren de 1975.
Hall abandonou Ferry em 1977 para casar com Mick Jagger.
Ferry então se casou com Lucy Helmore, com a qual teve quatro filhos:
Otis Ferry, Isaac Ferry, Tara e Merlin.

Apesar da dedicação ao grupo, Bryan Ferry começou uma carreira solo paralela
em 1973, com o álbum "These Foolish Things", em que interpretava canções de Bob Dylan, The Beatles e Rolling Stones, entre outros. Um dos seus maiores sucessos foi "Slave to Love" do álbum 'Boys and Girls' de 1985.




Discografia

Álbuns2010:

2007: Dylanesque (covers de Bob Dylan)
2002: Frantic
1999: As Time Goes By
1994: Mamouna
1993: Taxi
1987: Bête Noire
1985: Boys And Girls
1978: The Bride Stripped Bare
1977: In Your Mind
1976: Let's Stick Together
1974: Another Time Another Place
1973: These Foolish Things

Compilações

2009: The Best Of Bryan Ferry (CD/DVD)
2000: Slave To Love : Best Of The Ballads
1995: More Than This : The Best Of Bryan Ferry & Roxy Music
1986: Street Life : 20 Great Hits
1988: The Ultimate Collection

sábado, 26 de março de 2011

"JAPAN"


O quinteto britânico foi uma das principais bandas de synthpop e new romantic da geração 80’s, e influenciam, até hoje, outras bandas.
Formado em 1974, quando cenário inglês era puramente punk, o Japan surgiu com uma sonoridade mais pop e um visual carregado em maquiagem e roupas estilo século XIII.

Os dois primeiros álbuns, “Adolescent Sex” (77) e “Obscure Alternatives (78), mostram um trabalho mais experimental e cheio de guitarras.
No disco seguinte ,“Quiet Life” (79), os sintetizadores começaram a ganhar mais espaço. Em “Gentleman Take Polaroids” (80) a banda produziu um excelente disco que ditou a sonoridade new romantic, são até considerados pioneiros desse gênero.
O Japan lançou mais dois discos; o “Tin Drum” (81), com arranjos impecáveis, e o ao vivo “Oil On Canvas” (83). Depois deste álbum a banda se desfez e cada um seguiu por caminhos diferentes.