ROCK OITENTISTA

Loading...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

"VAN HALEN"


A família Van Halen era uma família de músicos. O pai de Edward e Alex tocava clarinete, e os dois aprenderam a tocar piano (clássico) desde cedo. Mais tarde, resolveram trocar o instrumento por uma guitarra e uma bateria. O curioso é que Eddie tocava bateria e Alex, guitarra! Com o tempo, Alex se interessou pela bateria e logo estava tocando melhor que o irmão, que decidiu ir tocar a guitarra. Troca maravilhosa se pensarmos nos músicos em que se tornaram. Isso tudo se deu no final dos anos 60 e início dos 70.

Os irmãos faziam covers em algumas bandas, e em 1972 David Lee Roth se mudou para a Califórnia (onde eles moravam). Eddie, que fazia os vocais nas bandas em que tocava na época, chamou David (então na banda The Red Ball Jets) para ser o vocalista e começaram a tocar juntos.

Foi numa noite, enquanto dividiam um show com uma banda chamada Snake, que eles conheceram Michael Anthony (que era o vocalista e baixista). Mike foi convidado a tocar com eles, mais tarde pediram que se juntasse à banda, que se chamava então, Mammoth.

Nessa época, descobriram que havia outra banda nos E.U.A. com esse mesmo nome, foi decido troca-lo. Alguns nomes foram sugeridos mas acabaram decidindo pelo sobrenome dos irmãos Van Halen.

Em 76, quando tocavam num bar em Los Angeles, Gene Simons (Kiss) descobriu-os e decidiu fazer uma demo com a banda (cujo equipamento era todo emprestado!). A demo, que continha a primeira versão de Runnin'with the Devil, que não deu muito certo, não sendo aceita pelas gravadoras. No ano seguinte, um produtor da Warner conheceu a banda (no mesmo bar em que Gene os encontrou) e contratou-os. Em 78 saiu o primeiro álbum: Van Halen.

O sucesso veio não só do público (que adorou a banda) mas também da crítica. A banda lançou mais 5 álbuns nos cinco anos seguintes, mantendo a formação original. No final de 1983 a banda se apresentou aqui no Brasil, para a sorte de quem foi, pois a banda não voltou desde então. Em 85, David decide deixar a banda e seguir carreira solo, para desespero dos fãs.

Foi Frank Zappa quem recomendou um novo vocalista, Sammy Hagar, para o Van Halen. logo no primeiro encontro no estúdio, foi composta Summer Nights, indicando que Sammy seria o substituto perfeito. O álbum seguinte foi 5150, que se tornou o número 1 da parada norte americana, com sucessos como Dreams e Why Can't This Be Love?. Os fãs preocupados podiam agora dormir tranquilos, pois o Van Halen estava com força total.

Mais 4 LP's e muito sucesso, e nova preocupação para os fãs. Sammy diz que foi despedido da banda, apesar de Eddie insistir que Sammy saiu amigavelmente e por vontade própria. Não se sabe ao certo, o fato é que David Lee Roth voltou para gravar duas músicas, Can't Get This Stuff No More e Me Wise Magic, que seriam incluídas no Best Of Vol. 1, de 96, dizem que isso provocou ciúmes em Sammy. Cogitou-se a idéia de uma volta à formação original, o que na verdade, não aconteceu.

Ray Danniels, empresário da banda, sugeriu Gary Cherone (ex- Extreme) para a vaga de vocalista. Foi marcado um encontro no qual a banda aceitou-o de imediato. No início de 1998, saiu Van Halen III que acabou conseguindo ótimas vendas, agradando a maioria dos fãs do grupo. Infelizmente, Cherone não ficou muito tempo no novo emprego, deixando a banda logo após a turnê de divulgação do disco.

Lançado em 2003, o DVD “The Van Halen Story: The Early Years” relembra toda a trajetória da banda. “The Best Of Both Worlds”, chegou às lojas dois anos depois reunindo 33 clássicos de sucesso do grupo, além das inéditas “It’s About Time”, “Learning To See” e o single “Up For Breackfast.

Não se sabe ao certo qual será o futuro do Van Halen. Muitos boatos sobre uma possível volta de David Lee Roth nos vocais são confirmados e desmentidos a todo instante. Em 2005 depois de uma nota publicada pelo baixista Michael Anthony, no site oficial, voltou a se questionar sobre o futuro da banda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário